Mudanças Climáticas e morte dos Dinossauros

Uau! Hoje assisti uma palestra excelente!Claro que se tratando de mudanças climáticas eh um pouco depressiva e alarmante também… O palestrante foi Lonnie G. Thompson, ele vem há 30 anos estudando glaciares ao redor do mundo, e comanda o Ice core paleoclimatology research group no Byrd Polar Research Center, juntamente com sua esposa, Ellen Mosley-Thompson.

Essa palestra deve ter inspirado a palestra do Al Gore… esse eh o trabalho do pesquisador por trás do ganhador do premio Nobel, e muito interessante. Os dados que os trabalhos dele e de sua equipe revelam são alarmantes: glaciares que estão desaparecendo, taxas de até 22% de perda por ano! O Parque dos Glaciares no Alaska quando foi fundado em 1912 tinha mais de 120 glaciares, hoje em dia restam apenas 26 e em menos de trinta anos eles podem ter sumido!

Os glaciares tem imensa importância: servem como indicadores de mudanças climáticas e bem como podem acelerar essas mudanças. Estudos de perfuração nesses corpos de gelo nos ajudam a entender sobre o passado, desde que tudo o que havia na atmosfera, mesmo a 2000 anos atrás, está armazenado junto com o gelo formado nesse tempo. Assim, pode-se “ler” no gelo características da atmosfera, como temperatura, composição, atividade vulcânica, emissões antropogênica de gases, composição vegetal da Terra, microorganismos… Ao se perder um glaciar, se perde também toda historia registrada ali.

Mais alarmante, muitos países dependem deles para sobrevivência, desde que das águas provenientes do degelo retiram água para abastecer a população e para produzir energia. Paises como o Peru, regiões inteiras do Himalaia, ou mesmo a Índia, que tem dois de seus maiores rios nascendo dos glaciares localizados em Naimora’nyi no Tibet, podem enfrentar imensos problemas de falta de água. E, como sempre, a carga mais pesada vai acabar nas costas dos menos favorecidos, dos mais pobres e excluídos, que são os que menos vem contribuindo para o problema do aquecimento global.

E, estudos conduzidos pelo IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change) mostram a contribuição antropogênica e natural para o aquecimento global… As causas naturais podem envolver mudanças na inclinação e orbita terrestres, mudanças solares, poeira vulcânica… Mas, estimativas de mudanças climáticas somente por esses fatores, não conseguem responder pelas atuais mudanças sendo observadas. Não há como negar a mãozinha do homem por trás de tudo isso…

E, o que fazer? Eu não vejo muitas soluções! Como ele mesmo disse, teremos que esperar o desastre bater na porta dos EUA para alguma decisão ser tomada em relação a diminuição de emissão de poluentes e politicas mais fortes de melhoramento de catalizadores de gás carbônico, ou incentivo a pesquisas de geoengenharia para mitigar o aquecimento.

Infelizmente, de novo, a pior carga vai sobrar para os menos favorecidos, que vão ter que esperar até os grandes tomarem alguma decisão. Interessante que hoje na aula de geologia, recebi um artigo discursando sobre a causa da morte dos dinossauros, e contradizendo a cimentada teoria da extinção em massa apos o choque de um asteróide com a Terra.

A autora da nova teoria encontrou evidencias que uma grande produção de fitoplankton nos oceanos somente ocorreu 300.000 apos a data que se acredita que os dinossauros morreram. Isso deveria ter ocorrido ao mesmo tempo (mesmo que mesmo tempo possa representar algumas centenas de anos em idade geológica), e não tao distantes, já que o mesmo asteróide destruiu também a vida marinha nos lugares ao redor do choque e possibilitou novas formas de se expandirem sem limites. Essa nova data coincide com uma grande explosão vulcânica, que poderia ter finalizado a lenta extinção que os grandes repteis vinham sofrendo por conta de menores explosões e da queda do meteorito.

Isso tudo me faz questionar como eh que daqui ha alguns milhões de anos os novos seres que viverem aqui vão explicar a nossa extinção? Por causa naturais ou por causa de nossa ganancia em sugar cada recurso do planeta? Mesmo que sobrevivamos, teremos que extinguir hábitos, valores e comportamentos que vem causando nossa destruição, possibilitando assim que a vida continue… Espero que essa última extinção seja o caminho que iremos escolher.

1 comentário

Arquivado em Mudança Climática

Uma resposta para “Mudanças Climáticas e morte dos Dinossauros

  1. victor eugênio

    O professor Thompson? Do centro de pesquisas polares alguma coisa? caraca! queria ter ido nesta palestra…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s